Novo filme de Miguel Gomes

Estreia nesta quinta-feira, dia 19 de Agosto, o filme «Diários de Otsoga», dos realizadores Maureen Fazendeiro e Miguel Gomes. O filme, que conta com a participação dos actores Crista Alfaiate, Carloto Cotta e João Nunes Monteiro, mostra estas três personagens, nas palavras do crítico de cinema João Lopes, como «herdeiros tardios de Robinson Crusoe, náufragos das nossas queridas “sociedades de consumo”, que vivem o isolamento imposto pela pandemia como uma redescoberta da possibilidade de estabelecer alguma relação com os elementos naturais.»

Miguel Gomes – também realizador dos filmes «Aquele Querido Mês de Agosto», «Tabu» e «As Mil e uma Noites» – é o «Realizador» convidado para falar sobre a profissão no Guia de Profissões para os Jovens. As suas palavras são realistas: «Antes de mais, um aviso: em Portugal, ser realizador de cinema não é bem uma profissão. As oportunidades para filmar são escassas e muito pouca gente consegue viver de modo sustentado dessa actividade. Normalmente tem-se também outras fontes de rendimento. Por isso, acho que é precisa uma grande perseverança, acompanhada por um grande amor pelo cinema.» No livro, o cineasta fala também das características que um bom realizador deve ter.